quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

" Vem"....

























Você deixou escapar um sorriso, o que foi?
espera, não diga nada, já sei.
está pensando talvez...o que ela tem em mente agora?
Pois bem, tenha certeza! Não é nada convencional.
Também não será anormal!
Fecha os olhos, fecha!
Não treme,ainda não chegou a hora!
Há muito tempo quero vendar teus olhos, pronunciar em seu ouvido palavras desconexas!
Está seguro comigo, não te detenhas.
Quero primeiro observar como está assustado, preocupado!
E arranho bem levemente suas costas enquanto se arrepia por inteiro.
Não podes ver nada, escuta apenas minha respiração próxima de ti.
E te peço que morda meu lábio inferior bem forte, muito forte!
Quero sentir o gosto do sangue, isso me enfureçe!
E desço,
E subo, com minhas mãos, é claro!
Te fazendo gemer baixinho e dizendo ordinária, você ainda me paga!
E digo que sei que está adorando! Que quer mais e mais.
Paro um instante! Enquanto admiro seu corpo entregue aos meus caprichos!
Menino corajoso!
Sente isso agora, sente!
Qual é a sensação desse gelo deslizando por seu peito?
Frio, Não?
Ah! Desejo entaõ.
Enquanto o líquido gelado escorre, corro a sugar com meus lábios provocando um choque térmico.
Mistura louca essa, não?
frio e quente,
quente e frio.
Medo e coragem,
Pressa e mansidão.
Mas o calor supera tudo e nossos corpos encendeiam!
Retiro sua venda, você me fulmina com um olhar!
Agora será minha vez, serei entregue a boca do leão.
Serei mordida por um vampiro sedento!
Serei a presa de um caçador esperto!
Serei a um tambor conclamando guerra!
Serei feliz com tudo que tem para me dar.
Nosso encontro será sempre cheio de expectativas!
Nunca terão episódios monótonos que destrói uma cama.
Nosso leito será um vagão luxurioso!
Nossos corpos serão câmaras prontas para surpresas!
Em suas mãos não encontrarei limitações.
Em meu corpo sempre achará a resposta pro que precisa.
Em suas palavras toda sádica perversão!
Em seus gestos a maestria de provocar-me...sem pudores!
Quero ser sua novidade a cada encontro.
Quero poder viajar de vez em quando,
 resgatando em minha mente sua imagem indecente a me chamar...vem!
                               ( Daria pra beber todo "azul" do mar)