terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

" ANJO DOURADO"

























As vezes me pego pensando em você...
e uma onda de doces lembranças me invadem.
queria que pudesse ainda estar aqui, comigo.
Nosso mundinho era perfeito!
Eu era um anjinho a coroar Nossa Senhora nas celebrações da igreja,
e você cheio de orgulho a admirar!
Deixei de ser anjo e você foi para perto dela.
Ainda recordo suas cartinhas aos pés da escada, e a bolinha de pingue-pongue pra lá e pra cá, uma
forma encontrada para sempre ficarmos juntos.
Você era meu anjo dourado, eu sua branquinha, lembra?
Agora encontros anjos de todas as cores...mas, um azul em especial agora é meu preferido!
Você tem estado em vários rostos, no desejo de que seria assim como minha imaginação contempla!
Você ficou resguardado de todo o passado, está vivo em mim como ontem.
Você marcou-me com um beijo roubado, roubou minha infância,uma noite distraída...foi mágico, Único!
Eu fiquei encantada!Meu menino valente,dourado como o ouro...cachinhos ao vento.
Tanto tempo faz! Como não te apaguei?
Tantas estradas percorridas...e sempre você estando na chegada.
Tantas emoções desenfreadas...mas você me sinalizando na hora determinada,
Acredito que sua partida tão repentina, foi para estar de longe me guiando...um perfeito anjo!
Meu primeiro namorado.
Meu amado!
Fostes tão iluminado que não chorei tua ausência, pois sempre esteve comigo...mesmo depois de anos passado.
Gostaria que me seguisse sempre! Mas queria que me deixasse amar novamente também.
Não me reconheço a cada manhã sendo a mesma mulher...pois ainda sou a menina de tranças que você deixou esperando sentada na escada.   ( José Mário "Marinho" in memorian)