sábado, 8 de janeiro de 2011

"As mulheres que habitam em mim"

























Sempre falarei das mulheres...principalmente das que habitam em mim.
A mulher que não aceita erros,
A mulher que é dotada de desejos,
A mulher que estimula a felicidade e doa sem covardia.

Essa mulher que vos mostro agora não tem limites e reconhece o terreno que pisa.
Uma mulher vassala, porque é a  mais destemida!
Uma mulher das conquistas, porque não perde uma luta!
Uma mulher que combate sem olhar a quem...porque a razão prevalece!
Uma mulher que não conhece mais o ódio, mas sabe como se defender!

Essa mulher que apresento sem medo...
também chora quando ama,
também perdoa,
também reconhece seus erros,
também estimula o bem maior,
também ora porque é amada pelo criador.

Essa mulher que sustenta um estandarte, tem como lema a vida!
maneja bem a sua espada com lâminas altruístas, e segue enxugando as lágrimas pelas dores alheias.
Essa mulher que está saindo gora,
Sempre será a mesma mulher... aquela que ama incondicionalmente, mesmo diante do seu maior pretendente.
Renuncia ao desejo mais cobiçado...o coração do cavaleiro indeciso.