quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

" Acalanto"



Quase nada sei de você.
Apenas seu nome e algumas pétalas que deixa cair vez em quando...
Flor encantada, mulher que sonha acordada.
teus encantos são visíveis como a aurora em plena madrugada...
seus desejos pedem acalanto,
que enxuguem seu pranto.
espécie selvagem quase extinta na floresta...ainda não foi colhida por mãos corretas.
Haveria de teu coração bailar por entre as abelhas, ser sugado o mel que de ti goteja...e teu homem vir ao encontro teu.
Espera, toda dor de ti se espantará, mais sejais forte e lute!
Quem te encanta,és um encanto...mas todo canto vem acompanhado de algum pranto, uma letra dolorosa, porém bela.
Não acredito que desistas facilmente, sei o que tens em mente e podes acreditar...
Uma cigana que não te conhece, leu tua sina pelas simples palavras que destes...
e num compromisso escrito pela amizade...te deseja, de verdade...que seja feliz ao lado de teu futuro amado.    ( Ao anjo Driii)