quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

" Escute o silêncio"

Estou a escutar o silêncio do mundo....o balançar dos galhos das árvores em tardes de outono,
Sempre gostei do outono,um pouco mais do inverno.
Continuo escutando, escutando e pensando...
Por que será que todos creem, que os beija-flores não tem pés?
Ou será que a lagarta no seu cazulo sente solidão, será?
As raízes expostas das velhas matriarcas ,tem histórias de velhos amantes...onde deitado aos seus pés faziam juras de amor!
A terra úmida da chuva que acabara de cair,exala um aroma de infância perdida...lama,banho na lama.
E o silêncio fica maior na medida que me aprofundo nas indagações. O vento quer sempre dizer-nos algo, acho que muitas vezes, sim. O som uivante rasgando o espaço, nos chega de acordo com nossas expéctativas!
Os pássaros dialogam entre sí, gostaria de poder interagir...deve ser uma conversa sem dor,ódio,vingança. Os pássaros nunca tramariam uma cilada!
Mas o silêncio as vezes nos amendronta , na medida que os perigos da mente se manifestam tecendo tramas.
As paredes internas do inconsciente tem um acústico sombrio...são enigmáticas,imprevisívéis.
Não consigo conectar-me mais com a existência externa, enquanto não sondar tudo ao meu redor...nesse silêncio profundo em que escuto o mundo...
Preciso urgente de respostas, pois não tenho sido bem avaliada. Os ferrões me ferem as vezes sem que eu não saiba... não entendo, o porquê.
Não quero deixar o silêncio partir...ele me tem guardado em lugar seguro.
Apesar dos questionamentos de tantos absurdos...aqui sinto-me livre das respostas!
Não quero precisar dizer... o que querem escutar...quero falar, expressar o meu momento sem estar mexendo com os brios de alguém.
Na verdade, todo mundo quer ter ,sentir e viver um momento confuso e atrevido...mas não parou para escutar o silêncio do mundo, e ouvir primeiro o que ele tem a lhes dizer.